Meus poucos, grandes e favoritos livros!

sábado, agosto 09, 2014


Bom dia, boa tarde, boa noite, eu sou o Fried (se pronuncia "Fríd", e não "Friéd", como diz a menina Bianca), e sim! Sim! Eu voltei, para vossa alegria! E hoje, eu vou falar do meu Top 4 livros, aproveitando que a Bienal do Livro de São Paulo tá aí do lado (e eu vou arranjar um autógrafo do Affonso Solano), então, vamos lá!

Comecemos de baixo pra cima, com o quarto lugar, Agente 6, do Tom Rob Smith.

(aprecie minha absurda experiência em fotografia) 

Esse livro, conta a história de Liev, um agente do governo soviético, que, após sua mulher morrer misteriosamente, ele viaja para os EUA com ambas as filhas, até que ele não aguenta mais, e vai investigar o que aconteceu com sua mulher. Um absurdo de livro. Valeu os 50 reais. 

Em terceiro vem o excelente Espadachim de Carvão, do Affonso Solano.


Esse livro... ai esse livro, como eu espero a sua continuação...
Anyway, é um livro de fantasia, que conta a história de Adapak, um homem negro (não negro, negro cor preta, literalmente), sem orelhas e de olhos brancos, é um dos filhos de um dos deuses de Kurgala, onde se passa a história. E sim, ele é um espadachim. Dos bons.

AGORA! AGORA SIM!!!!! O meu top 2, é o absurdo 1984, do George Orwell.


Resumo: Crítica ao comunismo. Narra a vida de Winston, um trabalhador em um mundo, que em constante guerra, está divido em 3 países, a Eurásia, a Lestásia, e a Oceânia, onde Winston mora, na capital, Londres, sob bombardeios e ditadura, com censuras, e aparentemente, ninguém percebe que cada semana, o inimigo é diferente. Poucas coisas são constantes, as bombas, o trabalho, e o Grande Irmão, que zela por ti. 

E o meu favorito, As Crônicas de Nárnia, de C. S. Lewis.


Sim,o filme é bom. Sim, esse livro é GIGANTE, e sim, sim, ele tá muito zuado. 

Se você viu os filmes do Nárnia, você sabe metade da história. Pela metade. Primeiro, são sete histórias. Segundo, O Leão, A Bruxa e o Guarda-Roupa, é a segunda história (na forma cronológica da história, não de lançamento). Meu senhor, nem consigo traduzir em palavras o que esse livro é para mim. São 700 e muitas páginas de pura fantasia, e ação. Muito bom. 

Bom, isso é tudo, eu prometo deixar de vagabundagem e postar mais, segue lá @IgorFriedmann (eu) e @meucontodefada (o blog, dã), curta a página do blog no Facebook, comente, mostre para seus coleguinhas, e até! 
 Igor Friedmann

Leia esses também

12 comentários

Seguidores